Skip to content

Conrado, dupla de Aleksandro, segue internado um mês após acidente de ônibus

O cantor sertanejo passou por diversas cirurgias e recebeu alta da UTI na última segunda-feira (6)

 

Nesta terça-feira (7), o acidente envolvendo o ônibus da dupla Conrado e Aleksandro completa um mês.

 

No dia 7 de maio, o veículo tombou na rodovia Régis Bittencourt na altura de Miracatu, interior de São Paulo, e causou a morte de seis pessoas. De acordo com o laudo pericial, os pneus apresentam sinais de explosão, o que pode ter causado o tombamento.

 

O cantor Luiz Aleksandro Talhari Correia, 34, foi uma das vítimas do acidente de trânsito. Além do artista, também foram confirmadas as mortes de Wisley Aliston Roberto Novais, Marzio Allan Anibal, Giovani Gabriel Lopes dos Santos, Roger Aleixo Calcagnoto e Gabriel Fukuda.

Aleksandro não sobreviveu ao acidente. Foto: Divulgação

 

O corpo de Aleksandro foi sepultado em Londrina, no Paraná, onde ele morava com a esposa Tatiele Toro e os filhos. Familiares, amigos e fãs marcaram presença no velório e o corpo foi levado em um cortejo seguido por ônibus de duplas sertanejas até o Cemitério e Crematório Parque das Allamandas.

 

O cantor João Vitor Moreira Soares, conhecido popularmente como Conrado, sobreviveu e foi levado ao hospital. Além dele, o músico Júlio Cesar Bigoli Lopes também foi hospitalizado. Os dois foram mantidos na UTI e o sertanejo passou por uma cirurgia para controle de sangramento e correção de fratura na bacia assim que chegou no Hospital Regional de Registro, onde segue até hoje.

 

Conrado apesentou melhora três dias após a primeira cirurgia. O cantor sertanejo foi extubado no dia 10 de maio e encontrava-se lúcido com respiração espontânea e com um quado clínico estável pela primeira vez desde o acidente.

 

Porém, o sertanejo precisou ser operado novamente. Ele foi submetido a uma cirurgia complementar para fixação de quadril, realizada sem intercorrências, e, no último dia 1º, passou por um procedimento cirúrgico de enxerto nos ferimentos das costas.

 

Conrado apresentou uma melhora progressiva e foi extubado rapidamente. O mesmo não aconteceu com o músico Júlio Cesar Bigoli Lopes, que chegou no hospital com trauma encefálico e fraturas em membros inferiores. Ele precisou passar por diversas cirurgias, ficou com as funções pulmonar e renal comprometidas durante um tempo, e só foi extubado no dia 17. Júlio só ficou sabendo das mortes em decorrência do acidente no último dia 3.

 

Na tarde da última segunda-feira (6), um dia antes do acidente completar um mês, Conrado e Júlio receberam alta da UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Ambos seguem internados na enfermaria do hospital e ainda não foi divulgada a previsão da data de quando eles vão para casa.

 

Fonte: R7

Compartilhe essa notícia

Navegue pelos posts!

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mensagem do dia

Ouça e faça o Download da nossa mensagem do dia!

Previsão do Tempo

Xaxim - SC, BR
28/01/23
27°C
céu limpo
Facebook
Instagram
WhatsApp Promoções
WhatsApp Pedidos de Músicas
Baixe nosso App

Ouça ao vivo