Skip to content

Com alta nos casos de covid, ministro da Saúde pede para população buscar dose de reforço da vacina

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi às redes sociais neste sábado (12) para alertar a população sobre a necessidade de procurar a dose de reforço, uma vez que o Brasil tem registrado uma alta veloz de infecções por covid-19 nas últimas semanas. Conforme Queiroga, 69 milhões de pessoas ainda não tomaram a terceira dose da vacina da covid-19 no país.

 

Ainda conforme o titular da Saúde, 32,8 milhões de brasileiros que já poderiam ter recebido a quarta injeção do imunizante também não foram aos postos de saúde.

 

No Rio Grande do Sul, conforme a Secretaria Estadual da Saúde (SES), pouco mais de 3 milhões de gaúchos estão com a terceira dose em atraso e outros 2,2 milhões com a quarta injeção a ser feita.

A orientação do Ministério da Saúde para vacinação contra a covid-19 é de que a quarta dose (ou segundo reforço) seja aplicada apenas em adultos com 40 anos ou mais, ou em pessoas imunossuprimidas.

 

Mesmo com a orientação do ministério, vários Estados e municípios têm aplicado a quarta dose para todos os adultos. No Rio Grande do Sul, as prefeituras estão liberadas a aplicar o segundo reforço em pessoas acima de 18 anos.

Com a chegada da subvariante da Ômicron, a BQ.1, especialistas acreditam que o Brasil enfrentará esta nova onda de casos, assim como tem ocorrido na Europa, nos Estados Unidos e na China.

 

Os cientistas ainda não sabem se essa versão do vírus é mais grave ou transmissível, mas estudos preliminares apontam maior risco de escape à proteção dada pelas vacinas, por isso é essencial buscar o reforço.

 

Fonte: ZH

Compartilhe essa notícia

Navegue pelos posts!

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mensagem do dia

Ouça e faça o Download da nossa mensagem do dia!

Previsão do Tempo

Xaxim - SC, BR
31/01/23
24°C
nublado
Facebook
Instagram
WhatsApp Promoções
WhatsApp Pedidos de Músicas
Baixe nosso App

Ouça ao vivo