Skip to content

China habilita quatro unidades de carne de frango de SC para exportação

Um dia de boas notícias para agroindústrias de carnes: o ministério anuncia habilitação de frigoríficos para a China e aprovação de pré-listing para as Filipinas

 

O gigante mercado chinês está interessado em comprar mais carne de frango do Brasil. Por isso, o governo do país asiático em conjunto com o Ministério da Agricultura e Pecuária do Brasil (Mapa), anunciou a habilitação de oito frigoríficos e quatro entrepostos de carne de aves da Região Sul para exportações. Desses, são dois frigoríficos e dois entrepostos de Santa Catarina.

 

 

Essa foi uma das notícias de destaque envolvendo o setor exportador de proteína animal nesta terça-feira (12). O Mapa anunciou uma leva de 38 habilitações para a China, que incluiu também 24 frigoríficos de carne bovina, um entreposto e uma unidade processadora. Além disso, no fim da tarde, o ministério anunciou também um acordo de pré-listing com as Filipinas para carnes de aves, suíno e bovino.

 

 

Em Santa Catarina, receberam autorização para exportar frango ao mercado chinês os frigoríficos da Aurora Coop, em Guatambu e Chapecó. Os entrepostos autorizados foram os da Seara, de Itajaí, e também da Aurora Coop, em Itajaí, informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

 

 

Além dessas unidades catarinenses, o Paraná teve habilitação de cinco frigoríficos e um entreposto de frango. E o Rio Grande do Sul, um frigorífico e um entreposto. Segundo a associação, o país contava com 47 plantas frigoríficas de aves autorizadas a vender para a China. Agora, são 55 plantas e quatro entrepostos frigoríficos.

 

 

– É o maior incremento de habilitações de aves já realizado pela China, após cinco anos sem novas unidades autorizadas. As habilitações são fruto dos esforços conduzidos com competência pelo Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, e sua equipe, além do Ministério das Relações Exteriores e demais órgãos do Governo. São, também, um importante reconhecimento da China ao trabalho realizado pelo Brasil – afirmou Ricardo Santin, presidente da ABPA.

 

 

Mais mercado também para carne bovina

 

 

Além das unidades de frango, a China habilitou no Brasil, para exportação de carne bovina, 24 frigoríficos, um estabelecimento de termoprocessamento e um entreposto. Segundo o Mapa, essas 38 habilitações somaram o maior número de unidades já autorizado para exportação de carne do país em um único dia.

 

– Esse é um momento importante para os dois lados. A China que vai receber carnes de qualidade com preços competitivos, garantindo produtos a sua população, e ao Brasil a certeza de geração de emprego, oportunidade e crescimento da economia brasileira. É um dia histórico na relação comercial Brasil-China, um dia histórico para nossa agropecuária – destacou o ministro da Agricultura e Pecuária do Brasil, Carlos Fávero.

 

 

Segundo o ministério, a China é o maior comprador de carnes de frango, suína e bovina do Brasil. Em 2023, o país adquiriu do Brasil 2,2 milhões de toneladas de carnes, que somaram valor de US$ 8,2 bilhões.

 

 

Acordo pré-listing com as Filipinas anima mercado

 

 

Além da onda de habilitações chinesas, outra notícia animou agroindústrias de carnes do Brasil nesta terça-feira. O Mapa informou que o governo das Filipinas reconheceu equivalência de sistemas e estabelecimento de pré-listing para as proteínas brasileiras, incluindo ave, suíno e bovino.

 

 

Segundo a ABPA, o acordo de acreditação de sistema e estabelecimento de pré-listing autoriza todas as empresas habilitadas pelo Sistema de Inspeção Federal brasileiro a solicitarem o processo de credenciamento para exportar seus produtos para o mercado filipino.

 

 

Será uma validação de sistemas e não de plantas frigoríficas. Assim, a expectativa é de que vão crescer as exportações para as Filipinas, país asiático que tem mais de 111 milhões de habitantes, sendo um dos grandes mercados mundiais.

 

 

Essa mudança para venda ao mercado filipino é mais um ponto a favor de Santa Catarina, que tem na carne de aves o produto que mais rende divisas de exportações. Em fevereiro, somou US$ 142,5 milhões. Em segundo lugar na balança do Estado está a carne suína, que no mês passado somou US$ 112,9 milhões.

 

 

Fonte: NSC

Compartilhe essa notícia

Navegue pelos posts!

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mensagem do dia

Ouça e faça o Download da nossa mensagem do dia!

Previsão do Tempo

Xaxim - SC, BR
13/04/24
25°C
nublado
Facebook
Instagram
WhatsApp Promoções
WhatsApp Pedidos de Músicas
Baixe nosso App