Skip to content

Fluminense vence o Al-Ahly e garante vaga na final do Mundial de Clubes

Não foi fácil, mas o Fluminense conseguiu superar a tensão de disputar uma semifinal de Mundial de Clubes. Nesta segunda-feira (18), o time de Fernando Diniz venceu o Al-Ahly por 2 a 0 e, agora, espera o vencedor do confronto entre Manchester City e Urawa Red Diamonds. As equipes se enfrentam nesta terça-feira (19), às 15h, para saber quem será o seu adversário na decisão de sexta-feira (22).

 

 

Em Jeddah, na Arábia Saudita, Jhon Arias, de pênalti, e John Kennedy, já no fim de jogo, marcaram os gols da equipe carioca.

 

 

O técnico Fernando Diniz mandou a campo a mesma equipe que entrou na final da Libertadores contra o Boca Juniors. Fábio; Samuel Xavier, Nino, Felipe Melo e Marcelo; André, Martinelli, Keno, Ganso e Arias; Cano.

 

 

O Al-Ahly começou com mais volume de jogo, explorando um pouco do nervosismo de parte dos jogadores do Fluminense. No entanto, a primeira oportunidade foi dos cariocas. Aos oito, Keno driblou o marcador e cruzou na segunda trave. Jhon Arias bateu de sem pulo, com a bola carimbando a trave do goleiro do time egípcio.

 

 

A resposta veio 10 minutos depois. Maâloul cobrou escanteio com desvio no primeiro pau. A bola passou por toda extensão da pequena área e nenhum jogador do Al-Ahly conseguiu tocar para dentro antes da defesa do Flu afastar o perigo.

 

 

Arias voltou a carimbar a trave egípcia. Em jogada ensaiada de escanteio, Ganso bateu a bola rasteira na entrada da área e o colombiano chutou. O arremate foi desviado e parou no poste de El Shenawy.

 

 

A melhor oportunidade do Al-Ahly nasceu em um erro de Marcelo no campo de ataque aos 35. El Shahat finalizou dentro da área, a bola desviou em Samuel Xavier e sobrou limpa para Kahraba na pequena área. O atacante cabeceou em cima de Fábio e, no rebote, Percy Tau testou para fora.

 

 

As duas equipes voltaram iguais para o segundo tempo e a primeira chance foi do Fluminense. Ganso, Samuel Xavier e Cano triangularam bem pelo lado direito de ataque. A bola sobrou para o argentino que entrou na área e bateu cruzado para fora.

 

 

Aos 16, o Al Ahly aproveitou-se de mais um contra-ataque. El Shahat recebeu com espaço pela esquerda, limpou para dentro e chutou rasteiro. Fábio fez grande defesa no canto e impediu o gol egípcio.

 

 

Mas o gol que tirou o peso de milhões de torcedores do Fluminense saiu aos 21 minutos da etapa final. Marcelo deu uma janelinha no marcador e foi derrubado dentro da área. Pênalti marcado pelo árbitro polonês Szymon Marciniak. Jhon Arias bateu firme no canto direito e abriu o placar em Jeddah.

 

 

O Al-Ahly não demorou a pressionar novamente em busca do ataque, mas o time carioca teve a oportunidade de ampliar o placar. Em contra-ataque puxado por John Kennedy, o camisa 9 deixou Cano, livre, dentro da área, mas o artilheiro chutou em cima do goleiro El Shenawy.

 

 

E John Kennedy é realmente predestinado. Aos 43, naquela ânsia de sair de trás, o time egípcio errou na saída de jogo. Martinelli roubou a bola e acionou o atacante. De canhota, bateu de chapa para fazer o segundo e assegurar o Flu na decisão.

Fonte: Gaúcha / ZH
Compartilhe essa notícia

Navegue pelos posts!

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mensagem do dia

Ouça e faça o Download da nossa mensagem do dia!

Previsão do Tempo

Xaxim - SC, BR
20/02/24
23°C
nublado
Facebook
Instagram
WhatsApp Promoções
WhatsApp Pedidos de Músicas
Baixe nosso App